sexta-feira, 31 de março de 2017

Henrique Gil estuda Artes do Espetáculo em Espanha

Com uma carreira de quase uma década na representação, Henrique Gil decidiu mudar-se, com a família, para Madrid, em Espanha, há quatro anos.
Em declarações ao blog SobreTudo, o jovem explica esta mudança de país: «Esta foi uma oportunidade que se proporcionou com a minha família. Viemos para cá viver à espera de melhores oportunidades profissionais e académicas e acabamos por ir ficando. Estamos cá há quase quatro anos e adoramos esta cidade».
Na capital espanhola, o ator e apresentador português encontra-se a estudar Artes do Espetáculo: «A universidade onde eu estou tem sido uma experiência incrível e é das poucas em Espanha que dá um curso superior em artes dramáticas. O meu objetivo é cultivar-me na minha área o máximo que conseguir e até agora tenho estado a conseguir».
Sem regresso a Portugal definido, Henrique Gil recebeu, recentemente, um convite para participar na web série «Os Jogadores», da RTP Play. «Foi uma experiência fantástica. Recomendo, especialmente a todos os que gostam de vídeo jogos e de League of Legends».

quinta-feira, 30 de março de 2017

Igor Marchesi estreia-se na ficção da TVI

Afastado do pequeno ecrã há um ano, Igor Marchesi tem um novo projeto na ficção nacional. O ator brasileiro é o mais recente reforço no elenco da telenovela «Ouro Verde», marcando a sua estreia na ficção da TVI.
Na trama assinada por Maria João Costa, o jovem vai dar vida a Marcelo Filardi, «um empresário brasileiro e tem negócios com o Miguel [Luís Esparteiro]». «Além disso tem uma vida boémia e por isso deve se envolver com alguma mulher», acrescentou em declarações ao blog SobreTudo.
A gravar há duas semanas, Igor Marchesi deixa a duração da sua participação na telenovela do quarto canal em aberto. Recorde-se que o último projeto na televisão portuguesa foi a telenovela «Coração d'Ouro», na SIC. Anteriormente, integrou «Fina Estampa», produção da Globo.

Elenco de «O Príncipe de Bel-Air» reúne-se e é alvo de críticas

Na passada segunda-feira, dia 27 de março, o ator norte-americano Alfonso Ribeiro surpreendeu os seus seguidores, no Instagram, ao publicar uma fotografia de uma pequena reunião do elenco da série «O Príncipe de Bel-Air».
«É sempre fantástico passar uma tarde com a minha família Príncipe de Bel-Air. Gostava que o James Avery estivesse aqui connosco para completar a foto», escreveu na legenda da fotografia onde se pode ver Alfonso Ribeiro (Carlton), Will Smith (Will), Tatyana Ali (Ashley), Karyn Parsons (Hilary), Daphne Reid (Vivian) e Joseph Marcell (Geoffrey).
Janet Hubert, que interpretou a Tia Viv nas três primeiras temporadas, criticou a fotografia na sua página de Facebook: «Nunca houve uma reunião verdadeira de O Príncipe de Bel-Air e eu não tenho nenhum interesse em ver qualquer uma dessas pessoas novamente». A atriz abandonou o elenco, em 1993, e foi substituída por Daphne Reid. Aliás, já tentou publicar um livro sobre os bastidores da série.
Exibida entre 1990 e 1996, «O Príncipe de Bel-Air» foi uma série de sucesso que mostrava as aventuras de um adolescente (Will Smith) que vai viver com os tios ricos em Los Angeles.

Uma publicação partilhada por Alfonso Ribeiro (@therealalfonsoribeiro) a

quarta-feira, 29 de março de 2017

Justin Bieber acusado de destruir mansão na Austrália

O cantor canadiano Justin Bieber esteve hospedado numa residência australiana avaliada em mais de 20 milhões de dólares (cerca de 18 milhões de euros) durante a sua digressão pela Oceania.
A estrela pop terá, segundo os vizinhos da mansão, organizado várias festas diárias que se prolongavam pela madrugada. Também deixou a casa a cheirar a cannabis e fez estragos, cuja reparação pode ultrapassar os 30 mil dólares (cerca de 27 mil euros), segundo o jornal The Sydney Morning Herald.
Aliás, a propriedade já tinha sido utilizada pela cantora britânica Adele, algumas semanas antes, e terá deixado o local impecável, nas mesmas condições em que foi recebida, segundo a imprensa australiana.

Co-protagonistas de «Hannah Montana» reencontram-se!

No passado dia 21 de março, a atriz norte-americana Emily Osment surpreendeu os seus seguidores, na rede social Twitter, ao publicar uma fotografia ao lado de Jason Earles, com quem trabalhou na série «Hannah Montana».
«Olha quem eu encontrei na minha caminhada hoje!», escreveu na legenda da imagem que, curiosamente, foi publicada na semana em que se passavam onze anos depois da estreia da série da Disney Channel.
Protagonizada por Miley Cyrus e exibida entre 2006 e 2011, «Hannah Montana» mostrava o dia-a-dia da jovem Miley Stewart. De dia era uma adolescente normal, mas à noite transformava-se numa cantora de sucesso.
 

terça-feira, 28 de março de 2017

TVI quer José Castelo Branco no «Love On Top 4»

Atualmente a viver em Nova Iorque, o marchand d'art José Castelo Branco pode estar de regresso à televisão portuguesa como convidado especial do reality show «Love On Top 4», da TVI, avança a revista Mariana.
«As pessoas acham-lhe graça e ele já não aparece há imenso tempo, o que suscita curiosidade», disse fonte da estação de Queluz de Baixo, que revela que o 'conde' pode entrar na Mansão do Amor «a qualquer momento».
Com as negociações ainda a decorrer, a presença de José Castelo Branco ainda não está garantida.

As Estrelas Esquecidas #11: Henrique Barradas, ator português

Bem-vindos à décima primeira edição da rubrica 'As Estrelas Esquecidas'! A estrela de hoje é o ator português Henrique Barradas!
Nascido em Lisboa a 17 de novembro de 1992, Henrique Miguel Parreira Barradas começou a sua carreira na representação, em 2002, depois de assistir a um anúncio para um casting, à procura de novos talentos, da TVI. Um mês depois de se ter inscrito, foi contactado para integrar o elenco da telenovela «Sonhos Traídos», onde deu vida a Cajó.
Terminadas as gravações, Henrique só regressaria ao pequeno ecrã dois anos depois, quando reforçou o elenco da primeira temporada de «Morangos com Açúcar - Férias de Verão». Nesse mesmo ano, recebeu um convite da Globo para fazer a telenovela «Como Uma Onda», mas os seus pais não autorizaram.
Após mais uma pausa de dois anos, o jovem vestiu a pele de Bolinhas, uma das personagens com mais destaque na série «Vasquinho e Companhia». Posteriormente, estreou-se na SIC em «Os Mini Malucos do Riso», que viria a ser o seu último trabalho televisivo, para poder dedicar-se aos estudos.
Atualmente, encontra-se a frequentar o curso de Engenharia Informática na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, mas não descarta o regresso à televisão.

Conheça os jurados de «Just Duet - O Dueto Perfeito»

Com estreia marcada para o próximo dia 9 de abril, «Just Duet - O Dueto Perfeito» é o novo programa das noites de domingo da SIC. A apresentação está entregue a João Manzarra.
Durante a apresentação de imprensa, que decorreu no dia de ontem, segunda-feira, dia 27 de março, foi apresentado o painel de jurados do talent show: Agir, Gisela João, Héber Marques e Paulo de Carvalho.
As gravações do formato já arrancaram.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Giovanna Antonelli sobre Manuel Luís Goucha: «Ídolo português»

De férias em Portugal, a atriz brasileira Giovanna Antonelli apresentou, ao lado do apresentador de televisão Manuel Luís Goucha, a cerimónia de batismo de dois novos navios da Douro Azul, no Porto, no passado sábado, dia 25 de março.
Nas redes sociais, a estrela das telenovelas da Globo demonstrou a sua admiração pela estrela das manhãs da TVI: «Ídolo português. Obrigada por tanto carinho», pode ler-se na legenda de uma fotografia dos dois. Foi a primeira vez que os dois trabalharam juntos.
Em relação a esta fotografia, o site brasileiro O Fuxico fez uma referência e escreveu que Manuel Luís Goucha é cantor. «Na noite de sábado (25), Gio mostrou um momento onde curtiu o show do cantor português Manuel Luís Goucha. Na imagem, com um longo belíssimo, Giovanna mostrou seu carinho pelos fados portugueses», pode ler-se.

«A TVI quer que o Dioguinho deixe de acompanhar o Love On Top»

Criado em 2011, o site Dioguinho acompanha, diariamente, os reality shows em exibição na TVI. Ao que parece, o canal de Queluz de Baixo pretende que esse acompanhamento seja descontinuado.
«A TVI quer que o Dioguinho deixe de acompanhar o Love On Top», pode ler-se no site. «Um dia destes faço a vontade, mas para publicar estas coisas não preciso de colocar vídeos…», acrescentou, referindo-se à polémica notícia que dava conta que as relações sexuais do concorrente Rubén João acontecem sem proteção.
Com milhares de visitas diárias, o Dioguinho Blog é uma referência nas redes sociais, contando com mais de meio milhão de seguidores no Facebook.

domingo, 26 de março de 2017

Andreia Machado desiste do «Love On Top 4»

Ao fim de 30 dias, Andreia Machado anunciou a sua desistência do «Love On Top 4», na noite deste domingo. «Pessoal, eu quis reunir aqui todos porque chegou a minha altura de abandonar o Love On Top», começou por dizer.
«Não é bom para mim, psicologicamente, estar aqui neste momento. Há muitos stresses nesta casa que eu não posso aguentar. Eu tenho que me ir embora. Quero-vos dizer que passei os melhores momentos aqui com todos», explicou a jovem.
Esta é a quarta desistência registada no reality show da TVI apresentado por Isabel Silva.

Bruno Sousa e Elisabete Moutinho terminam namoro de dois anos

Namorados há dois anos e três meses, Bruno Sousa e Elisabete Moutinho decidiram terminar o namoro. O anúncio foi feito pelos próprios nas redes sociais.
«Boas Batfamily, após receber inúmeras mensagens a perguntar se a minha relação chegou ao fim, vou pedir a todos que respeitem este momento menos bom que estou a passar. E desde já agradeço a vossa preocupação e mensagens de apoio. Quanto ao fim da relação, sim é verdade... "Ninguém faz cadeados, sem chaves. Do mesmo modo Deus não te dá problemas, sem soluções." Obrigado por todo o vosso apoio ao longo destes dois anos», escreveu o pugilista, na tarde deste sábado, dia 25 de março.
A vencedora da «Casa dos Segredos 5» também se pronunciou sobre o assunto: «Vou aproveitar esta última publicação para vos dizer que como já o Bruno o referiu a nossa relação chegou ao fim foram dois anos e três meses que ficarão para sempre gravados na minha memória e no meu coração aquilo que nós vivemos ninguém nos tira!», pode ler-se.
Recorde-se que o ex-casal apaixonou-se durante o reality show da TVI, em 2015.

Rita Pereira deixa «Let's Dance - Vamos Dançar»

A atriz Rita Pereira despediu-se, na noite deste sábado, do programa «Let's Dance - Vamos Dançar», da TVI, onde integrava o painel de jurados, para poder dedicar-se ao seu regresso ao teatro.
A também modelo vai protagonizar a peça «39 Degraus», cuja estreia acontece na próxima quarta-feira, dia 29 de março, no Teatro Armando Cortez, em Lisboa.
Para o seu lugar entrará Sofia Ribeiro. César Augusto Moniz e Cifrão são os outros jurados do programa conduzido por Fátima Lopes.

sábado, 25 de março de 2017

Conheça o novo concorrente do «Love On Top 4»

Para além das entradas de Jéssica Lima e Rui Rodrigues, o «Love On Top 4» recebeu um novo concorrente, na gala desta sexta-feira, dia 24 de março: Pedro Monteiro.
«Vem da Maia e tem 33 anos. É instrutor de fitness, personal trainer e cabeleireiro. Tem muitas amizades coloridas e dá-se bem com todas as ex-namoradas. É ciumento, acredita no amor e é lutador em todos os momentos da vida», pode ler-se no site do programa.
Segundo o site Dioguinho, o jovem é amigo de vários ex-concorrentes de reality shows da TVI e o seu nome foi apontado como concorrente da «Casa dos Segredos 6», no ano passado.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Jéssica Lima e Rui Rodrigues juntos no «Love On Top 4»

A apresentadora Isabel Silva regressa, esta noite, à Mansão do Amor para conduzir mais uma gala da quarta edição do «Love On Top», da TVI, que vai contar com a entrada de Jéssica Lima e Rui Rodrigues.
Ex-namorados, os dois jovens aceitaram o convite do canal e da Endemol para regressarem à Mansão do Amor, depois de terem participado nas primeira e terceira edições do reality show.
Ao contrário da jovem brasileira, que será concorrente, Rui Rodrigues será apenas convidado especial. A sua saída está prevista para o dia de amanhã, sábado.

quinta-feira, 23 de março de 2017

«Apanha se Puderes» faz história a nível mundial

Adaptado do programa «Raid The Cage», de origem israelita, «Apanha se Puderes» chegou à antena da TVI no passado dia 13 de março. A apresentação está entregue a Cristina Ferreira e Pedro Teixeira.
Agora, volvidas dez emissões, a versão portuguesa do formato fez história, esta quinta-feira, dia 23 de março: «HOJE FEZ-SE HISTÓRIA! Portugal foi o primeiro país do mundo onde uma dupla ganhou a gaiola! O Tiago e o Dário estão de parabéns, pois acabaram de ganhar 50.000€!!», escreveu a produtora Warner Bros. nas redes sociais.
A apresentadora do canal de Queluz de Baixo também reagiu ao feito histórico: «Foi a primeira vez na história do concurso. Nunca nenhum país tinha dado a montra total».


Já nasceu a filha de Laura Figueiredo e Mickael Carreira

O filho da atriz e apresentadora Laura Figueiredo e do cantor Mickael Carreira nasceu, ao final da tarde de ontem, quarta-feira, dia 22 de março. A notícia foi avançada por Cláudio Ramos no seu blog Eu, Cláudio.
«Chegou a Primavera e com ela a primeira neta de Tony Carreira. Pelo menos é isso que me contam. A primeira filha de Mickael Carreira e da apresentadora Laura Figueiredo terá nascido ontem ao final do dia em Lisboa, de cesariana e “cheia de saúde” com 2.230kg. A menina será a alegria do clã Carreira e coloca o casal na mira de toda a imprensa dentro dos próximos dias», escreveu.
Nas redes sociais, o casal confirmou a notícia: «A nossa Beatriz já nasceu! Estamos tão felizes! Ela está bem, graças a Deus, e queríamos partilhar convosco este momento tão especial. Obrigado a todos, do fundo do coração, por todo o carinho que nos deram nos últimos meses!».

quarta-feira, 22 de março de 2017

Leonardo Marques estuda representação em Hollywood

Afastado da televisão portuguesa desde 2014, ano em que integrou o elenco da telenovela da TVI «Mulheres», o ator Leonardo Marques decidiu mudar-se para Hollywood, em agosto do ano passado, onde se encontra atualmente a estudar representação na American Academy of Dramatic Arts.
Em declarações ao blog SobreTudo, o jovem justifica esta aposta nos estudos: «Eu desde muito novo que estou ligado ao mundo da televisão e do teatro e sempre trabalhei nesta área, contudo, à medida que fui crescendo, percebi que o talento nunca me iria levar tão longe como desejo e que eu teria que estudar a arte mais profundamente».
«Depois de ter acabado a minha licenciatura em Gestão de Empresas e de ter viajado um pouco pela Ásia decidi que tinha que apostar nesta minha paixão que é ser ator», conta, lançando elogios a Hollywood: «Eu acho que Hollywood sempre foi uma cidade que promete a concretização dos sonhos e o american dream é isso mesmo. Aqui em Hollywood, os budgets para se criar conteúdo e entretenimento são gigantes e as produções são feitas com atenção a todos os detalhes».
Longe de Portugal há vários meses, Leonardo Marques tem partilhado a sua estadia com os seus seguidores nas redes sociais e num canal do YouTube: «O canal é um projeto que me dá muito gozo fazer e que me permite estar mais próximo do público e das pessoas que me gostam de acompanhar e mostrar aquilo que eu ando a fazer fora de Portugal».

Canal de YouTube: www.youtube.com/user/LeonardoOficialTV
Instagram: www.instagram.com/leonardovieiramarques

Fernando Mendes a caminho da TVI?

Na condução do concurso «O Preço Certo», da RTP1, desde setembro de 2003, o apresentador de televisão Fernando Mendes confessou, em declarações à revista TV7 Dias, que já foi e é sondado pela TVI.
«Digo aqui pela primeira vez: um dia destes vou jantar com a tal senhora espanhola, Rosa [Cullel]. Sei que ela gosta muito de mim», começou por dizer, acrescentando: «Eu já tive uma proposta da TVI. Posso dizer aqui que fui uma vez jantar com o Cunha Velho e outra com o Bruno Santos, e eles gostavam que fosse para lá. Por mim, se fosse para continuar a apresentar O Preço Certo... mas o programa não é meu, é da Fremantle. Se houver algum interesse em ficarem com o Preço Certo... Mas não sou burro e não sairei de um programa que tem um sucesso para integrar um outro formato que me pode queimar».
Sobre o seu ordenado na estação de Queluz de Baixo, Fernando Mendes afirma: «O dinheiro não é tudo na vida. Provavelmente, dar-me-iam… não sei quanto, ou até me passariam um cheque em branco, mas para quê sair de um sítio onde estás bem?».

terça-feira, 21 de março de 2017

Sofia Buinho desiste do «Love On Top 4»

Um dia depois da desistência do ex-namorado, Daniel Palmeiro, a concorrente Sofia Buinho decidiu abandonar o reality show «Love On Top 4», da TVI. A decisão foi comunicada pela própria, esta tarde.
«Hoje decidi abandonar o jogo. Não estou bem. Passou aquele avião e foi um sinal para me ir embora. (...) Game over para mim!», disse aos restantes concorrentes.
A jovem tinha recebido, anteriormente, um avião a pedir a sua saída do formato apresentado por Isabel Silva.

Entrevista: Mário Moutinho

O ator Mário Moutinho recorda a sua carreira e a série «Os Andrades» e fala dos seus atuais e próximos projetos. Hoje é o protagonista desta entrevista no SobreTudo.

1. Quem é o Mário Moutinho?
Sou um ator e produtor cultural. E também programador, principalmente quando dirigi artisticamente o FITEI. Passei pela rádio, nos meus tempos de juventude, onde, entre muitas outras coisas, fiz radio-teatro. A minha mãe dizia que eu era um saltimbanco, porque andava sempre daqui para ali com as minhas atividades. Gosto de boas cavaqueiras e de contar histórias. Nasci no Porto, onde fiz praticamente toda a minha carreira e procuro ser um cidadão activo e interventivo.

2. Como nasceu a sua paixão pela representação?
Não sei muito bem. Comecei a ir ao teatro, com o meu pai, ainda muito novo, com 11 ou 12 anos, mas o meu principal interesse era o cinema, queria ser realizador. As minhas primeiras experiências no teatro não foram nada entusiasmantes e durante uns anos não voltei ao palco como ator. Mais tarde fui para França fazer uma formação em realização cinematográfica e aí entusiasmei-me pela área de direção de atores. Depois, já no final dos anos 70 do século passado, acabo por integrar um certo “movimento” que surgiu com a formação de diversas companhias semi-profissionais na cidade do Porto, companhias que procuravam uma forma diferente de construir os seus espetáculos e que privilegiavam as ações de formação. É aí que eu começo a minha carreira de ator, o que não estava nos meus objetivos iniciais, como disse. Essencialmente no TAI, companhia de que fui o principal animador durante cerca de dez anos.

3. A sua carreira teatral passou-se maioritariamente na Seiva Trupe, no Porto. Fale-nos sobre esta companhia teatral.
Como ator, sim, foi de facto na Seiva Trupe que desenvolvi grande parte do meu trabalho como ator, embora como criador de vídeos de cena, encenador, assistente de encenação, autor e ator tenha colaborado com quase todas as companhias que existiam no Porto nos anos oitenta e noventa. A Seiva Trupe é uma companhia de referência na cidade, mas está neste momento a viver um período muito difícil, por variadíssimos motivos, como o corte significativo nas verbas oficiais de apoio e a expulsão do Teatro do Campo Alegre pelo anterior executivo camarário. A Seiva e o Teatro Experimental do Porto eram as únicas companhias profissionais da cidade do Porto na altura do 25 de Abril, sendo que a Seiva estava praticamente a nascer nessa altura. Criou e fidelizou um público muito próprio, produzindo espectáculos que estavam em cena dois, três meses, por vezes mais. Apresentou textos que tinham sido censurados, alguns clássicos e autores contemporâneos. Alguns grandes êxitos da comédia portuguesa foram também êxitos da companhia, que muitas vezes manteve duas salas a trabalhar em simultâneo, com duas peças diferentes e dois elencos. Na Seiva Trupe tive a possibilidade de trabalhar com grandes encenadores, como Carlos Avilez, de quem fui assistente, Alberto Bokos, Júlio Castronuovo, Roberto Lage, Roberto Merino e muitos outros.

4. O Mário ficou conhecido do grande público como a voz de algumas personagens das séries infantis «A Árvore dos Patafúrdios», «Os Amigos do Gaspar» e «Mópi». Que recordações guarda destes projetos?
Voz e manipulação. Nessas séries fiz, de facto, personagens que ficaram na memória das pessoas o que me deixa, claro, muito feliz. As recordações principais que guardo dessas séries, para além dos personagens que criei, como é natural, têm a ver com todo o processo criativo e o trabalho desenvolvido por toda a fantástica equipa de criadores que o João Paulo Seara Cardoso reuniu. A «Árvore dos Patafúrdios», com textos do Sérgio Godinho, foi a nossa aprendizagem. Para todos: autores, actores-manipuladores, realização, produção, técnica, tudo… Mas o resultado foi interessante. Era a história de um grupo de passarocos estranhos que viviam numa árvore muito especial. Eu criei o Vinte-e-quatro, um personagem que apesar deste seu nome matemático era um poeta e só falava em verso. E também fazia um dos Bichos-da-Fruta. Já «Os Amigos do Gaspar», de que fizemos três séries, tinha textos do Jorge Constante Pereira e do próprio João Paulo Seara Cardoso, mas as letras das músicas continuaram a ser do Sérgio Godinho. A criação desta série foi muito divertida, com encontros intermináveis noite dentro com os autores, os cenógrafos e autores das marionetas que eram o Alberto Péssimo e o Rui Anahory e ainda alguns dos atores-manipuladores. Era nessas reuniões que se definiam os personagens e se esboçavam as histórias. Para estas três séries dos “gaspares” eu criei três personagens: o Professor, uma espécie de cientista distraído, o Neca, um ajudante de merceeiro que gostava mais de jogar à bola, e o Guarda Serôdio, uma autoridade bacoca que tentava pôr ordem no jardim e nas crianças e que constituiu, juntamente com o Manjerico, uma das referências da série. A outra série que referes, o «Mópi» não teve o mesmo êxito das anteriores – foram menos episódios, creio que seis ou sete, e transmitidos pela manhã, bastante cedo. Foi uma série de transição, quando já estávamos a preparar aquela que seria a última deste género: «No tempo dos Afonsinhos». O «Mópi» era um cão que conversava com seus vizinhos e directamente com os telespectadores-crianças e cantava magníficas músicas originais do João Loio. Eu fazia o único personagem real que dialogava com os bonecos: um carteiro refilão.

5. Em 1993, é protagonista da série «Os Andrades», da RTP. Como justifica o sucesso da série e da personagem, mais de vinte anos depois?
É de facto um sucesso, mesmo ao fim destes anos todos. Ainda hoje me abordam na rua para falar do Andrade e da sua sogra. Não sei como se justifica, mas parece-me que há coisas que decididamente contribuíram para isso: a realidade familiar e os seus conflitos (genro/sogra, mas também homens/mulheres, crianças/adultos, casal/outros, ingenuidade/esperteza saloia, etc.); família claramente portuense, mas com um elemento de fora (a sogra); situações reconhecidas como possíveis (os próprios autores diziam que muitas das ideias lhes tinham surgido depois de terem conhecimento de notícias que recebiam no jornal onde trabalhavam). Estas poderão ser algumas das razões do sucesso. Mas para além de tudo isto, tratou-se de uma série escrita por dois grandes autores: o Manuel António Pina e o Álvaro Magalhães. De certa forma, «Os Andrades» fazem já parte do património da cidade. O escritor Hélder Pacheco que tem publicados diversos livros sobre o Porto e a sua história, vai publicar no seu próximo livro um capítulo sobre a série.

6. Faria uma nova temporada de «Os Andrades»? Como seria a família Andrade no século XXI?
Talvez. Tudo depende de vários factores. Há pouco tempo fui com a Emília Silvestre, que na série fazia a vizinha, ao programa da manhã da RTP [«A Praça»] e perguntaram-nos precisamente isso: se estaríamos dispostos a fazer uma nova série. Não é uma resposta que se possa dar de um momento para o outro. É preciso saber que adaptação se fará ao tempo presente e, principalmente, quem a faz. Até porque há realidades incontornáveis, como o facto de ter falecido o Manuel António Pina, um dos autores. Também a Maria Dulce (a sogra) já não está entre nós. Por sua vez, os filhos poderão não estar presentes, uma vez que o Manuel Cardoso (o Zézé) não me parece que esteja disponível e o mesmo poderá acontecer com a Andrea Oliveira (a Lila). Numa nova série poderiam estar emigrados, como muitos dos nossos jovens. O que fica como base de uma nova série? Substituem-se alguns actores? Cria-se uma estrutura com base avós/netos. Pode ser interessante. Com a inabilidade dos mais velhos para as novas tecnologias, por exemplo. Mas se o Álvaro Magalhães estiver disposto a abraçar o novo projecto, aí sim, estaria disposto a repensar a participação numa nova série.

7. Numa entrevista, o Mário disse que «A RTP Porto perdeu uma oportunidade histórica de ser o grande centro de produção nacional». Porquê?
Já não me lembro dessa entrevista, mas de facto penso isso. Repara, entre meados dos anos oitenta e meados dos anos noventa, a RTP Porto produziu um conjunto de séries para a infância, como aquelas de que falamos mais atrás, e depois para adultos, como o «Clube Paraíso» e «Os Andrades». Isso permitiu a formação de quadros na empresa especializados em ficção – operadores de câmara, assistentes, cenógrafos, aderecistas, produtores, etc. E também de atores. O Paulo Grisolli veio do Brasil dirigir atores para representação em televisão. Foi uma aprendizagem de uma década que foi deitada ao lixo. Mais: começavam nessa altura a sair os primeiros profissionais das escolas de teatro do Porto, excelentes atrizes, atores e técnicos que poderiam renovar os elencos artísticos e reforçar as equipas técnicas. Não os aproveitaram e muitos deles foram trabalhar para Lisboa.

8. Como avalia o estado atual do panorama televisivo português?
A RTP2 é um canal de excelência. O melhor canal da televisão portuguesa, principalmente pela programação de séries europeias, filmes e documentários. Nos restantes canais há mais ficção portuguesa, mas nem toda é boa, nota-se que há demasiada pressa e pouco orçamento. E tenho muitas dúvidas sobre os serviços noticiosos.

9. A sua carreira também passou pelo cinema, como por exemplo, o filme «Jaime». Como foi participar num dos filmes portugueses mais vistos de sempre?
Apesar de ser um papel relativamente pequeno, foi uma excelente experiência e gostei imenso de trabalhar com o António Pedro Vasconcelos. E também com a Fernanda Serrano com quem, a pedido do realizador, fiz uma leve aproximação à pronúncia do norte. O convite para participar no filme surgiu praticamente sem contar. Na altura tinha organizado diversos castings no Porto para cinema, nomeadamente para o «Vale Abraão», do Manoel de Oliveira, e a produção entrou em contacto comigo para sugerir actores do Porto para algumas das cenas que seriam filmadas aqui. O casting foi feito para atrizes e atores não da minha idade, por isso o convite foi uma surpresa. Depois estive quase para não fazer o papel, dado que o início da rodagem atrasou-se alguns meses e o jovem que fazia de meu filho cresceu imenso, o que levou o realizador e a produção a pensar em arranjar um actor mais alto. Mas acabei por ser eu a fazer o papel.

10. Quais são os seus atuais e próximos projetos?
Estou com diversos projectos. Aquele em que estou envolvido neste momento é o espetáculo «Pequeno trabalho para velho palhaço» de Matéi Visniec que vai entrar em digressão depois da sua apresentação na Casa das Artes do Porto. Em abril vou trabalhar com a encenadora Luísa Pinto e a partir de outubro regresso ao Teatro de Marionetas do Porto como ator para um trabalho encenado pelo Roberto Merino. E em paralelo com tudo isto, tenho de acabar o livro sobre o teatro no Porto entre o 25 de abril e o aparecimento das companhias profissionais independentes.

Ítalo Lima expulso do «Love On Top 4» por «comportamento abusivo»

Ex-namorado de Andreia Machado, Ítalo Lima aceitou o convite da TVI e da Endemol para integrar o lote de concorrentes do «Love On Top 4». A sua entrada decorreu na gala da passada sexta-feira, dia 17 de março.
Na manhã desta terça-feira, dia 21 de março, os concorrentes foram informados que o jovem brasileiro foi expulso pela produção por «comportamento abusivo». «Fui convidado a retirar-me», escreveu nas redes sociais.
«Infelizmente a força dos mais antigos de casa faz diferença. Durou pouco tempo mas só eu sei a pressão que passei lá dentro. Não é fácil ainda mais quando todos estão contra você», acrescentou.


Atriz de «Super Pai» lança blog

Conhecida do público pela sua participação na série da TVI «Super Pai», entre 2000 e 2002, a atriz Filipa Maló Franco lançou no dia de ontem, dia 20 de março, o seu blog Terra Maya.
«E com a Primavera chega também este meu novo projecto. É com muito carinho que vos apresento o Terramaya. Decidi criar este espaço, onde vou partilhar um pouco de mim, da minha alimentação, receitas e estilo de vida que contribuem para o meu bem-estar. Espero que gostem! www.terramaya.pt», escreveu na rede social Instagram.
Afastada da representação há vários anos, a irmã de Afonso Maló («Inspector Max») dedica-se à medicina dentária e à psicologia.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Daniel Palmeiro desiste do «Love On Top 4»

Ao fim de vinte e quatro dias, Daniel Palmeiro decidiu desistir de ser concorrente do «Love On Top 4», da TVI. O jovem comunicou a sua decisão aos colegas, na tarde desta segunda-feira, dia 20 de março.
«Eu sei que destruí muita coisa aqui em casa, principalmente a mim. Tentei lutar por uma coisa que eu quero, não consegui e sei que não vou conseguir aqui dentro», começou por dizer.
O ex-namorado de Sofia Buinho confessou ainda: «Não quero sair, juro, mas tenho que sair porque realmente não estou bem».

Amor Romeira e Ana Carolina de costas voltadas

Amor Romeira anunciou, num comunicado publicado na sua página de Instagram que, entretanto apagou, que a sua amizade com Ana Carolina chegou ao fim.
«Estou muito triste, minha gente! A minha amizade com a Ana Carolina (SS6) terminou! Estou muito chateada porque ela era o meu tudo. Minha amiga, irmã, cúmplice, minha família! (...) Eu sei que você vem pedir-me perdão! Mas estou decepcionada com a sua atitude. Com a sua desconfiança de mim», escreveu.
Recorde-se que as duas jovens conheceram-se no reality show da TVI «Casa dos Segredos 6», no ano passado.

Uma publicação partilhada por Amor Romeira (@amorromeira) a

A Caixinha Mágica #7: «A Amiga Olga» (1993-1994)

Bem-vindos à sétima edição da rubrica 'A Caixinha Mágica'! Hoje recordamos o concurso «A Amiga Olga».
Ao contrário da telenovela «Telhados de Vidro», a TVI estreou, na sua primeira semana de emissões, um programa de estrondoso sucesso, que ainda hoje é recordado: o concurso «A Amiga Olga».
Adaptado do formato inglês «Take Your Pick!», «A Amiga Olga» era apresentado por Olga Cardoso, conhecida locutora de rádio, que se estreava em televisão, aos 59 anos de idade, a convite de José Nuno Martins, na altura Diretor de Programas do quarto canal, e a dinâmica era simples: os concorrentes, numa primeira fase, tinham de responder às perguntas da apresentadora, durante um minuto, sem dizer «sim» ou «não» (caso dissesse essas palavras, o «rapaz do gongo dourado», função desempenhada, alternadamente, por António Franca Coelho e Ricardo Trêpa, tocava no gongo); na etapa seguinte, os concorrentes tinham decidir entre o dinheiro e a chave.
Estreado a 22 de fevereiro de 1993, o concurso foi emitido nas tardes de segunda a sexta-feira e esteve no ar durante cerca de um ano e seis meses. Os bordões «Uau» e «A chave ou o dinheiro?» ficarão, para sempre, na história da televisão portuguesa e da TVI.

domingo, 19 de março de 2017

Carlos Areia aguarda convites para regressar à ficção nacional

Ausente do pequeno ecrã desde 2015, ano em que fez uma participação especial na telenovela da TVI «Jardins Proibidos», o ator Carlos Areia mostra-se disponível para regressar à ficção nacional.
«Quero muito fazer uma personagem mais dramática numa próxima novela. Trabalho para qualquer canal, porque não sou exclusivo de nenhum, e, neste momento, estou superdisponível. Estou à espera que se lembrem de mim e me chamem», afirma à revista Nova Gente.
Enquanto os convites não surgem, Carlos Areia integra o elenco dos espetáculos teatrais «Uma Empregada dos Diabos» e «E Porque Não Emigras?».

sábado, 18 de março de 2017

Agnes Arabela Marques arrasa «Love On Top 4» e Érica Silva

Ex-concorrente da «Casa dos Segredos 5», Agnes Arabela Marques regressou à antena da TVI na noite de ontem, sexta-feira, dia 18 de março, como convidada da gala do «Love On Top 4».
Segundo as palavras de Cláudio Coelho, «A Agnes disse aqui com as câmaras desligadas que isto parece um bordel»: «Eu pergunto-lhe se costuma fazer visitas a bordéis?».
Também Érica Silva foi alvo das críticas da jovem romena: «Por acaso não sou eu que sou vista como uma sanita pública...».

sexta-feira, 17 de março de 2017

RTP1 exibe homenagem portuguesa a David Bowie (1947-2016)

Na madrugada desta sexta-feira, dia 17 de março, pela 1 hora e 14 minutos, a RTP1 exibe «Bowie 70», um espetáculo idealizado e concretizado por David Fonseca em homenagem a David Bowie, que faleceu em janeiro de 2016.
O tributo feito por algumas das vozes mais talentosas da música portuguesa - Afonso Rodrigues, Ana Moura, Aurea, António Zambujo, Camané, Catarina Salinas, Márcia, Marta Ren, Manuela Azevedo, Rita Redshoes e Rui Reininho - a um dos artistas mais inovadores e influentes de todos os tempos.

Lourenço Ortigão recusa participar no «MasterChef Celebridades»

Apontado pela imprensa, o ator Lourenço Ortigão recusou ser concorrente do programa «MasterChef Celebridades», cujas gravações já arrancaram.
«O Lourenço está cheio de projetos fora do ecrã e não conseguiu dar resposta positiva, mas ficou com pena, até porque gosta bastante de culinária», disse uma fonte próxima à revista TV7 Dias.
Apresentado por Leonor Poeiras, a estreia do cooking show deverá acontecer no próximo mês de abril.

Cristiana Dionísio está grávida!

Cristiana Dionísio, ex-concorrente da «Casa dos Segredos 5», está grávida, avança a revista TV7 Dias. A jovem está com algumas semanas de gestação e já estava grávida quando entrou no «Desafio Final - Agora ou Nunca», em janeiro passado.
A referida publicação refere ainda que o pai da criança não é uma figura pública. Entretanto, nesta sexta-feira, dia 17 de março, a estrela de reality shows da TVI acaba por 'confirmar' a gravidez: «Uma vida em risco já é uma batalha, duas vidas a batalha ainda é maior», escreveu na sua página de Facebook, numa publicação onde revelou que teve a vida em risco.

Caso «Morangos com Açúcar» estudado nos EUA

Em maio de 2006, a série «Morangos com Açúcar» foi a causa encontrada pelos médicos para as centenas de casos de jovens com erupções cutâneas, tonturas e dificuldade em respirar. Umas semanas anteriores, as personagens da trama da TVI tinham sofrido de uma doença com sintomas semelhantes.
Quase onze anos depois, o fenómeno foi analisado e estudado pela revista científica do Smithsonian Institution, localizado em Washington, nos EUA: «O surto de Morangos com Açúcar é apenas um exemplo de histeria em massa que remonta a séculos», pode ler-se.
«A histeria em massa é como uma inversão do efeito placebo. As pessoas podem literalmente ficar doentes com nada mais do que uma ideia», explica o sociólogo Robert Bartholomew. Para o neurologista E. Steve Roach, «o caso de Strawberries With Sugar é especialmente interessante porque, ao contrário do que normalmente acontece nestes casos, não foi a televisão a propagar a ideia de um vírus a partir de um caso existente, divulgado nas notícias por exemplo. Foi um caso ficcional a espoletar a ideia».

quinta-feira, 16 de março de 2017

Exclusivo: Pedro Górgia fala sobre o «MasterChef Celebridades»

O ator Pedro Górgia está de regresso à TVI como concorrente do programa «MasterChef Celebridades». Com estreia prevista para abril e «8 programas gravados em dois meses», a apresentação está entregue a Leonor Poeiras.
«O convite foi feito através da minha agência, a BOX, e apanhou-me completamente de surpresa. Mas não precisei de muito tempo para tomar a decisão de aceitar o desafio», começou por dizer ao blog SobreTudo.
Em relação a esta nova experiência, Pedro Górgia assume que gosta de cozinhar, «mas tenho a consciência que não sou grande cozinheiro»: «A minha esperança é apreender também um pouco sobre cozinha nesta passagem pelo MasterChef».
Com as gravações a decorrerem há uma semana, a estrela de várias telenovelas da TVI garante: «O ambiente das gravações é fantástico e a camaradagem entre os concorrentes é algo sempre presente. Tem sido uma experiência muito positiva».
Perspetiva chegar à final do programa e vencer? «Não sei até onde posso ir. Acho que os concorrentes são todos muito equilibrados e tudo pode acontecer», rematou.

André e Miguel Quintas, os gémeos alentejanos que conquistaram o País

Alentejanos de Rio de Moinhos e irmãos gémeos, André e Miguel Quintas arrancaram várias gargalhadas aos telespectadores do «Apanha se Puderes», da TVI. Bastaram 40 minutos para conquistarem o País inteiro e os próprios apresentadores Cristina Ferreira e Pedro Teixeira.
Inscreveram-se porque gostam «deste tipo de programas» e de jogos com «adrenalina». Estavam reunidos os ingredientes para uma excelente emissão antes do jantar. O prémio de sonho era a mota e conseguiram. A simplicidade e a humildade dos jovens, de 25 anos, foram um sucesso e não esperavam isso.
«Muito sinceramente não esperava ter sucesso mas fomos nós próprios! O interessante é 'cair em graça e não ser engraçado», disse Miguel ao blog SobreTudo. Opinião semelhante de André: «Ainda bem que teve sucesso e divertimos o público em casa. É para isso que são realizados este tipo de programas, para entreter em casa».
Em menos de 24 horas, receberam «imensas mensagens de amigos e telespectadores a darem-nos os parabéns» e «imensos elogios por sermos animados e divertidos». E é já amanhã, sexta-feira, dia 17 de março, que regressam à TVI para serem convidados do «Você na TV!» para falar desta participação de êxito.

Quer visitar o restaurante de André e Miguel Quintas?
RESTAURANTE OS GÉMEOS
Rua Combatentes do Ultramar n.º 57
7150-363 Rio de Moinhos - Borba, Évora

A Caixinha Mágica #6: «As Manhãs de Sofia» (2002)

Bem-vindos à sexta edição da rubrica 'A Caixinha Mágica'! Hoje recordamos o programa «As Manhãs de Sofia».
Após o sucesso das suas personagens - as gémeas Leonor e Luísa - na telenovela «Olhos de Água», a atriz Sofia Alves aceitou o convite da TVI para conduzir o programa «As Manhãs de Sofia».
Produzido pela Teresa Guilherme Produções, o talk show, cuja primeira emissão aconteceu a 18 de fevereiro de 2002, abordava diversos temas como tarot, telenovelas, sexo, ginástica ou saúde. Contrariando as expectativas, «As Manhãs de Sofia» não conquistaram as audiências desejadas, perdendo para o «SIC 10 Horas» (SIC) e «Praça da Alegria» (RTP1).
Três meses depois, a 24 de maio, Sofia Alves desentendeu-se com Teresa Guilherme, produtora do programa, e abandonou o programa, alegando falta de apoio e de organização por parte da produção, o que motivou um forte confronto entre as duas apresentadoras na imprensa. A entrevistada do dia, a atriz Rita Salema, ficou a assumir a emissão. Na semana seguinte, «As Manhãs da Sofia» deu lugar a «As Manhãs da TVI».


quarta-feira, 15 de março de 2017

Cristina Ferreira esclarece telespectadores da TVI Internacional sobre «Apanha se Puderes»

Adaptado do formato israelita «Raid the Cage», «Apanha se Puderes» é o novo concurso da TVI, exibido de segunda a sexta-feira pelas 19 horas. A apresentação está entregue a Cristina Ferreira e Pedro Teixeira.
Face às «mensagens» que pedem a transmissão do formato na antena da TVI Internacional, a apresentadora de televisão esclarece: «Este é um formato internacional e as regras internacionais não nos permitem que o programa seja divulgado na TVI Internacional e só por isso é que isso não acontece», disse, durante um direto na sua página de Facebook, na tarde desta quarta-feira.
Líder de audiências, «Apanha se Puderes» está disponível, para todo o mundo, na plataforma TVI Player.

As (alegadas) agressões no «Batatoon» aconteceram há quinze anos

Exibido na TVI entre 1998 e 2002, «Batatoon» foi um dos programas de maior sucesso da televisão portuguesa e marcaram uma geração. No entanto, nos dias de hoje, este programa continua a ser alvo de um mito (ou não!), que nunca foi confirmado ou desmentido.
QUAL É O MITO?
Segundo se diz, no dia 15 de março de 2002, há precisamente quinze anos, os dois 'palhaços' zangaram-se durante a emissão, em direto, e agrediram-se física e verbalmente. A situação foi filmada até a emissão ser cortada. O programa acabou por ser suspenso.
O SobreTudo reuniu quatro motivos que levam a crer que existiu mesmo este momento polémico:
  1. «Estava eu a ver aquilo muito sossegado quando de repente vejo o Companhia a dirigir-se e vejam bem à bruta para o Batatinha e a dar lhe um valente empurrão (...) Mas nisto, o Batatinha também o empurra bruscamente e de súbito começa aquela fase pós pancada em que ambos os oponentes se empurram mutuamente e que proferem palavras ameaçadoras um ao outro como por exemplo: «Vou-te aos corn** c*b***!», «Que é que queres filho da ****??!» ou até mesmo a mítica ofensa «Epá cheiras a cocó!». Bem passada esta fase estúpida do “empurra” um dos palhaços (Companhia) resolve passar a ação e dar uma chapada ao outro palhaço (Batatinha) - convém também dizer que as crianças que presenciavam a cena macabra começavam a mudar subitamente da expressão alegre nos seus rostos para uma expressão de choro e pânico profundo! (...)», relatou o blog Rir Até Morrer em julho de 2006 (aqui).
  2. Sem razão aparente para esta zanga, o Correio da Manhã avançou, em julho de 2002, que «as incompatibilidades» foram o motivo para o fim da dupla de palhaços mais famosos do país.
  3. Aquando do regresso do programa, em julho de 2006, o Correio da Manhã questionou a ausência de Companhia: «Foi fazer uma viagem à palhaçolândia. Sei que está muito feliz por lá», disse Batatinha, 'confirmando' a zanga em direto (que poucos viram).
  4. Em janeiro de 2011, a revista Sábado reuniu Batatinha e Companhia e fizeram as pazes. Os dois não desmentiram o que foi dito na altura. «Porque é que toda a gente diz que andámos à batatada?», perguntou Batatinha.

Gostou do artigo? Like na página de Facebook do SobreTudo:

terça-feira, 14 de março de 2017

CMTV prepara reality show

Prestes a completar o seu quarto ano de emissões, a CMTV vai estrear, a médio prazo, um reality show. A novidade foi dada por Octávio Ribeiro, diretor do canal, em entrevista à revista TV7 Dias.
«Temos um trunfo na área do reality show, criado e concebido internamente, mas não posso falar mais do que isso», disse o responsável à referida publicação.
Recorde-se que este género de programa chegou à televisão portuguesa no ano de 2000 com a estreia de «Big Brother - O Grande Irmão», na TVI.

Telespectadores de «Inspector Max» criticam TVI

No passado dia 27 de fevereiro, a TVI estreou os novos episódios de «Inspector Max», nos finais de tarde de segunda a quinta-feira. Ao fim de duas semanas, a emissão da série foi suspensa para dar lugar ao concurso «Apanha se Puderes», que estreou ontem, dia 13 de março.
Nas redes sociais, os telespectadores da trama protagonizada por Fernando Luís lançaram duras críticas à estação de Queluz de Baixo. «Lamentável uma série para miúdos e graúdos a uma hora boa, deixam de dar assim do nada», «É uma palhaçada» ou «Não acredito que vão deixar de passar a nova temporada de Inspetor Max» são alguns dos comentários.
«Em breve, anunciaremos nova data», pode ler-se na página de Facebook de «Inspector Max».

«Apanha se Puderes» lidera na estreia

Apresentado por Cristina Ferreira e Pedro Teixeira, «Apanha se Puderes» é a nova aposta da TVI para os finais de tarde de segunda a sexta-feira. A primeira emissão do concurso foi líder, com um milhão e 29 mil telespectadores, fruto dos 10.6% de rating e 25.9% de share.
Na concorrência, o habitual líder «O Preço Certo» foi visto por 879 mil e 600 telespectadores, entregando a vice-liderança à RTP1. A telenovela brasileira «Sassaricando - Haja Coração», exibida na SIC, manteve-se em terceiro lugar, com uma audiência de 458 mil e 700 portugueses.
«Estamos muito felizes, muito mesmo. Obrigada, obrigada, obrigada. Mais de um MILHÃO de espectadores», agradeceu Cristina Ferreira na sua página de Facebook. Também Pedro Teixeira reagiu à audiência registada: «Notícias boas pela manhã, notícias que nos enchem de orgulho e que nos deixam a certeza que quando damos tudo e fazemos as coisas com paixão vocês desse lado respondem com um grande SIM!!! O Apanha Se Puderes foi visto por mais de 1 Milhão de espectadores. Muito obrigado a todos pelos carinho!! Hoje há mais, e o programa de hoje é tão bom».


segunda-feira, 13 de março de 2017

Conheça os onze concorrentes do «MasterChef Celebridades»

Apresentado por Leonor Poeiras, o programa «MasterChef Celebridades» é uma das apostas da TVI na área do entretenimento para este ano.
Na tarde desta segunda-feira, dia 13 de março, foram apresentados os onze concorrentes na página de Facebook do cooking show: Afonso Vilela (ator e modelo), Bibá Pitta (socialite), César Peixoto (jogador de futebol), Gany Ferreira (ator), Isaac Alfaiate (ator), Margarida Rebelo Pinto (escritora), Naide Gomes (atleta), Pedro Górgia (ator), Sara Prata (atriz), Sílvia Rizzo (atriz) e Vanda Miranda (radialista).
A estreia da versão portuguesa de «MasterChef Celebrity» está apontada para o próximo mês de abril.

A Caixinha Mágica #5: «Batatoon» (1998-2006)

Bem-vindos à quinta edição da rubrica 'A Caixinha Mágica'! Hoje recordamos o programa infantil «Batatoon».
Depois dos programas «Circo Alegria» e «Vamos ao Circo», os palhaços Batatinha (António Branco) e Companhia (Paulo Guilherme) voltaram a trabalhar juntos no pequeno ecrã com «Batatoon», na TVI. Estreado a 30 de novembro de 1998, o programa infantil deveria durar apenas três meses, mas o inesperado sucesso levou o canal a prolongá-lo.
Transmitido em direto, nas tardes de segunda a sexta-feira, contou com convidados musicais em estúdio, com um público de mais de trinta crianças, passatempos para os telespectadores, reportagens, sketches humorísticos e transmissão de séries de desenhos animados («Samurai X», «Navegante da Lua», «Powerpuff Girls», «Digimon Adventure», são alguns dos exemplos).
O estrondoso sucesso originou muitos produtos associados ao programa como a Revista Batatoon, CDs, bonés, bóias, estojos, colchões de praia, entre outros. A 15 de março de 2002, «Batatoon» foi suspenso após agressões físicas e verbais, em direto, entre Batatinha e Companhia.
Cinco meses depois, o programa voltou em formato de fim-de-semana, intitulado «Super Batatoon», sem a presença de Companhia (Paulo Guilherme), que durou vários meses. Em julho de 2006, o Batatinha regressou à TVI com o formato apenas nas manhãs de domingo. As baixas audiências ditaram, após algumas emissões, o fim definitivo do programa que marcou uma geração.

Jornal britânico diz que Cristiano Ronaldo vai ser pai de gémeos

O jogador de futebol Cristiano Ronaldo pode voltar a ser pai em breve, com recurso a uma barriga de aluguer, desta vez de gémeos, avança o jornal britânico The Sun.
«Ele gosta de manter a sua privacidade, mas já disse aos seus familiares e amigos mais próximos que os meninos vão nascer muito em breve», disse uma fonte próxima da família Aveiro à referida publicação.
Recorde-se que Cristiano Ronaldo já é pai de Cristianinho, de seis anos.

domingo, 12 de março de 2017

Diretor-adjunto da CMTV critica «Juntos à Tarde»

Estreado no passado dia 1 de março, «Juntos à Tarde» é o novo programa das tardes da SIC, com apresentação de Rita Ferro Rodrigues e João Baião.
Na sua rubrica na revista TV Guia, Carlos Rodrigues, diretor-adjunto da CMTV, lançou duras críticas ao talk show do terceiro canal: «O novo programa de João Baião e de Rita Ferro Rodrigues mais não faz do que combater histórias de crianças com histórias de crianças, e contrapor casos de solidariedade aos casos de solidariedade da concorrência», começou por escrever.
«Nenhuma inovação, um cenário que não passa de uma variação de todos os que já existem, e um passatempo "inédito", igual a todos os outros, destinado apenas a aumentar as chamadas de valor acrescentado. Uma oportunidade perdida para uma "nova" SIC», acrescentou.

TVI lança ultimato a José Carlos Pereira

Depois de ter faltado às gravações de «A Tua Cara Não Me É Estranha» e de «Inspector Max», o ator José Carlos Pereira recebeu, via SMS, o último aviso da TVI, avança a revista TV Guia.
«Não quero saber dos motivos, não quero ouvir justificações, porque, com certeza, vais ter mil e uma para me dar, e algumas até podem ser válidas. Mas, neste momento, estás com tolerância zero. Se apanhares uma constipação, vais ter de lá estar para justificar», escreveu Bruno Santos, diretor-geral do canal, na mensagem, cita a referida publicação.
Recorde-se que José Carlos Pereira tem protagonizado várias polémicas na estação de Queluz de Baixo.